UNIFEI - Campus 1: Itajubá PPG - Programas de Pós Graduação Dissertações
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.unifei.edu.br/jspui/handle/123456789/245
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação Técnico-Econômica de Plantas de Gaseificação do Lixo Urbano para Geração Distribuída de Eletricidade.
Autor(es): LUZ, Fábio Codignole
Abstract: É crescente a demanda energética para sustentar o desenvolvimento do Brasil, que já é a 6ª potência econômica mundial de acordo com do FMI em 2012. As hidroelétricas são a principal fonte de energia do país, mas a crescente demanda induz a busca por fontes alternativas. Em 2010, a população Brasileira (> 190 milhões de habitantes) segundo IBGE despejou diretamente no solo, sem qualquer tratamento, cerca de 63 mil ton.RSU/dia. O RSU despejado deste modo causa danos ambientais por meio da produção de gases como CH₄ e CO₂, poluindo o ar, e por meio da infiltração do chorume, e contaminação por meio dos metais pesados, micro-organismos, poluindo a água subterrânea e superficial e o solo. Unindo a necessidade de gerar energia elétrica e de reduzir o impacto ambiental do gerenciamento do RSU, a gaseificação apresenta-se como uma possível solução. O objetivo deste trabalho foi analisar a viabilidade econômica da instalação de uma usina de gaseificação de RSU para geração de energia elétrica por município brasileiro. A tecnologia utilizada foi a gaseificação. Os municípios brasileiros foram classificados por faixas populacionais. Este parâmetro foi a base para o cálculo da geração de RSU e do projeto da usina com equipamentos disponíveis no mercado brasileiro. Foram avaliadas variáveis de custo (equipamentos e instalação, operação, manutenção e juros do financiamento dos equipamentos) e variáveis de rendimentos (energia elétrica, quantidade de materiais recicláveis, taxa de tratamento do lixo e créditos de carbono). Foi realizada uma análise para cada grupo populacional combinando 3 diferentes cenários econômicos com taxas anuais de juros de 10,58% para o cenário 1, 7,5% para o cenário 2 e de 15% para o cenário 3. A viabilidade econômica foi definida pelo cálculo da VPL (valor presente líquido) e da TIR (taxa interna de retorno). O VPL foi positivo para os municípios com mais de 60.714 habitantes para o cenário 1, 34.203 para o cenário e de 259.845 habitantes para o cenário 3. Uma usina de gaseificação com capacidade para 60.714 habitantes pode gerar 905 kW/ton. e reduzir a massa de 74 ton. de RSU/dia para o cenário 1, 794 kW/ton. e reduzir a massa de 54 ton. de RSU/dia para o cenário 2 e 1.065 kW/ton. e reduzir a massa de 317 ton. de RSU/dia no cenário 3. A viabilidade econômica aumenta com a instalação de usinas maiores, sendo que quanto maior a capacidade da usina instalada, menores os custos e maiores os lucros. Quanto mais populoso o município maior a viabilidade econômica da instalação de uma usina de gaseificação.
Citação: LUZ, Fábio Codignole. Avaliação Técnico-Econômica de Plantas de Gaseificação do Lixo Urbano para Geração Distribuída de Eletricidade. 2013. 256 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) – Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, 2013.
URI: https://repositorio.unifei.edu.br/jspui/handle/123456789/245
Data do documento: Mai-2013
Aparece nas coleções:Dissertações

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao_luz_2013.pdf29.39 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.