UNIFEI - Campus 1: Itajubá PPG - Programas de Pós Graduação Teses
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.unifei.edu.br/jspui/handle/123456789/1215
Tipo: Tese
Título: Sensor Móvel de Temperatura e Técnica de Problema Inverso não Linear para Estimação do Aporte de Calor em Processos de Soldagem Autógenos.
Autor(es): MAGALHÃES, Elisan dos Santos
Abstract: Apresenta-se neste trabalho uma proposta para estimação transiente do aporte de calor em processos de soldagem autógenos. Essa metodologia é baseada no acoplamento entre uma técnica de problema inverso não linear a técnica do Sensor Móvel de Temperatura. Uma técnica de regularização alternativa que é uma expansão do método Sequencial da Função Especificada (SFSM), foi aplicada junto a técnica de otimização Seção Áurea para a solução do problema não linear. Como modelo direto, resolveu-se a equação da difusão de calor tridimensional não-linear transiente com mudança de fase, modelada em função da entalpia, utilizando o método das diferenças finitas em um software desenvolvido na linguagem C++. A solução dos sistemas lineares de equações algébricas foi realizada através do método SIP (Strongly Implicit Procedure) com paralelização em OpenMP por hiperlinhas. O aporte de calor foi estimado para dois processos de soldagem: TIG (Tungsten Inert Gás) em aço AISI 304 e Laser em aço SAE 1020. Os dados experimentais em soldagem TIG são obtidos do trabalho de Lima e Silva et al. (2003). Nesse estudo, um conjunto de nove condições experimentais foram testadas variando-se o gás de proteção, o ângulo de apontamento e a potência da fonte. O procedimento estatístico de Taguchi foi utilizado para determinação da condição ótima de soldagem. Assim, um novo experimento com as condições ideais de soldagem foi realizado. A eficiência térmica de cada processo foi obtida através da metodologia numérica proposta. Os dados de eficiência foram comparados com os dados de Lima e Silva et al. (2003). A análise numérica revelou que a eficiência térmica decresce quando a tocha de soldagem se movimenta. Nos experimentos em soldagem a Laser, uma condição de baixa penetração foi testada. Modelos de distribuição de calor volumétrica foram testados, e a eficiência térmica foi determinada para cada caso. A metodologia proposta mostrou ser viável para a estimação da taxa de transferência de calor e também apresentou uma maior sensibilidade que os métodos usuais para estimação do aporte de calor nos processos de soldagem.
Citação: MAGALHÃES, Elisan dos Santos. Sensor Móvel de Temperatura e Técnica de Problema Inverso não Linear para Estimação do Aporte de Calor em Processos de Soldagem Autógenos. 2018. 105 f. Tese (Doutorado em Engenharia Mecânica) – Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, 2018.
URI: https://repositorio.unifei.edu.br/jspui/handle/123456789/1215
Data do documento: Abr-2018
Aparece nas coleções:Teses

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_magalhaes_2018.pdf4,46 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.