DSpace Repository

Viver próximo a uma rodovia: percepções sobre ruído urbano e suas implicações.

Show simple item record

dc.contributor.author FERREIRA, Kézia Halina
dc.date.issued 2018-06
dc.identifier.citation FERREIRA, Kézia Halina. Viver próximo a uma rodovia: percepções sobre ruído urbano e suas implicações. 2018. 99 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento, Tecnologias e Sociedade) – Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, 2018. pt_BR
dc.identifier.uri https://repositorio.unifei.edu.br/jspui/handle/123456789/1462
dc.description.abstract As cidades cresceram e, muitas vezes, as rodovias que tinham como foco possibilitar o tráfego de entrada e saída dos municípios, ou de passagem pela cidade, perdem essa função e se transformam em avenidas de intenso tráfego urbano. O estilo de vida urbana submete o homem a conviver com um inimigo invisível, o ruído urbano, considerado um dos piores males à saúde humana e um dos aspectos relevantes de discussão no âmbito da saúde pública do mundo moderno. Utilizando-se deste cenário, possibilitou a problemática central da pesquisa: como os residentes no entorno da BR-459, considerada como área ruidosa, percebem o ruído? Com base nessa questão principal, outras perguntas emergiram: a população estudada considera o ruído como fator de risco à saúde? Como a emissão de ruído é culturalmente aceita pela população? Diante destas questões levantadas, delimitou-se o objetivo geral: investigar a percepção de amostra de residentes em um trecho das margens da Rodovia federal BR-459, em Itajubá, bairro Avenida Dr. Luiz Rennó, sobre ruído urbano. Quanto aos objetivos específicos, buscou-se: a) quantificar e avaliar o ruído em torno da residência dos entrevistados, b) analisar o fluxo de veículos durante as medições e os dados climáticos para caracterizar a área do estudo, c) avaliar a exposição ao ruído em torno da residência do participante de acordo com as normas e leis ambientais vigentes, d) compreender as percepções dos residentes sobre como é viver próximo a uma rodovia federal e a implicação deste ruído na realidade deles. Os resultados da pesquisa mostraram que os dados dos pontos de medição de ruído estão acima dos limites recomendados; as entrevistas semi-estruturadas possibilitaram apontar as percepções dos entrevistados sobre o ruído, entre tais dados, constatou-se que: 55% consideram ruim viver próximo a uma rodovia; o estresse representou 29% do total dos apontamentos dos problemas de saúde relacionados ao ruído. Pode-se concluir, que residir próximo a uma rodovia federal pode apresentar danos à saúde dos residentes, em decorrência da exposição ao ruído. À medida que as pessoas ficam expostas aos níveis elevados de ruído podem deteriorar a qualidade de vida e afetar o sossego público da sociedade. É necessário intervenções de políticas públicas, especialistas do assunto para minimizar o impacto do ruído que se faz presente no cotidiano das populações que vivem próximo às rodovias. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.title Viver próximo a uma rodovia: percepções sobre ruído urbano e suas implicações. pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR
dc.place Itajubá pt_BR
dc.pages 99 p. pt_BR
dc.keywords.portuguese Ruído urbano pt_BR
dc.keywords.portuguese Percepções pt_BR
dc.keywords.portuguese Saúde pt_BR
dc.keywords.english Urban noise pt_BR
dc.keywords.english Perceptions pt_BR
dc.keywords.english Health pt_BR
dc.orientador.principal SILVA, Luiz Felipe
dc.orientador.coorientador SANT' ANNA, Daniele Ornarghi
dc.place.presentation Universidade Federal de Itajubá pt_BR
dc.pg.programa Desenvolvimento, Tecnologias e Sociedade pt_BR
dc.pg.area Desenvolvimento e Sociedade pt_BR
dc.date.available 2018-07-12T12:43:40Z
dc.date.accessioned 2018-07-12T12:43:40Z


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record